fbpx
Rua Manoel Eufrásio, 784 - Conj. 2, Curitiba
41 3023-7076
contato@heloizarodrigues.com.br

Tudo que você precisa saber sobre jardins verticais!

Criados pelo biólogo francês Patrick Blanc que iniciou seus estudos há mais de 30 anos, os jardins verticais levam a natureza para locais antes inimagináveis – paredes e muros inacessíveis!

 

 

O sistema criado e implantado nos jardins verticais de Patrick Blanc utiliza o sistema de hidroponia, onde as pequenas mudas de plantas são fixadas em uma manta de estrutura e são alimentadas por uma solução nutritiva. Desta forma, as plantas crescem e se desenvolvem no jardim vertical, adaptando-se às condições do ambiente.

Como as plantas recebem os nutrientes de forma equilibrada e continuada, suas raízes  não necessitam crescer para ir atrás dos nutrientes, e assim se mantêm sempre bonitas e saudáveis. Portanto os jardins verticais criados por Patrick levam um tempo para apresentarem-se formados e bonitos, como todos nós os conhecemos.

 

 

 

 

Nos meses de inverno é comum vermos estes jardins com plantas sem folhas devido à dormência vegetativa e que dão um aspecto de certa forma feio aos jardins verticais. No entanto estas plantas rebrotam na primavera quando, então, apresentam toda sua beleza.

 

 

Algumas empresas brasileiras têm procurado utilizar o sistema hidropônico em jardins verticais, mas infelizmente a falta de mão de obra especializada capaz de atender à manutenção necessária para a definição da solução nutritiva tem-se mostrado um grande problema para que esta tecnologia seja utilizada em nosso país e o resultado são plantas com pragas e doentes e a necessidade de troca das plantas que na maioria das vezes é feita de forma incorreta.

 

planta em jardim vertical com praga

 

Ao contrário dos jardins verticais de Patrick Blanc, onde as plantas são utilizadas em mudas pequenas, as tecnologias utilizadas nos jardins verticais do Brasil, utilizam na implantação, plantas adultas. Isto porque o brasileiro quer que ao término da implantação o jardim vertical já esteja pronto!

Também são oferecidas no mercado brasileiro outras tecnologias de jardins verticais onde se utilizam estruturas de concreto, cerâmica, floreiras, vasos plásticos e também estruturas onde as espécies ornamentais são plantadas em sacos de geotextil.

 

jardim vertical em vaso plástico

Todas, sem exceção, possuem um problema em comum, que é a falta de espaço para o crescimento das raízes das plantas adultas que são utilizadas nestes jardins verticais.

 

jardim vertical em saco geotextil

 

Esta falta de espaço para as raízes crescerem, aliado à falta do fornecimento dos nutrientes de forma contínua, como acontece na tecnologia utilizada no sistema criado por Patrick Blanc, é um das principais causas dos jardins verticais darem errado no Brasil!.

Quando as plantas adultas ficam confinadas em locais que não tem espaço para as raízes crescerem, elas se enrolam e chega a um ponto que a terra existente é toda consumida, ficando o recipiente apenas com raízes.

Isto leva a planta a parar de crescer  e a ficar sensível ao ataque de pragas e doenças. Com o tempo ela pode vir a morrer e terá, então que ser substituída.

 

 

Outra questão muito importante para que um jardim vertical tenha sucesso diz respeito à correta especificação das plantas.

Vemos com frequência jardins verticais que não ficam bonitos simplesmente porque as plantas não se adaptam às condições do clima do local e para que isto não ocorra, é necessário que as espécies utilizadas sejam escolhidas de forma correta.

É impossível especificar as plantas de um jardim vertical corretamente se não se tem conhecimento sobre as necessidades de clima e de nutrientes e também a forma de crescimento destas plantas.

 

jardim vertical com planta inadequada ao clima

 

Também temos que considerar que um jardim vertical não deve precisar de grandes trabalhos de manutenção.

Os cuidados com a manutenção de um jardim vertical devem ser os menores possíveis, restringindo-se à retirada de folhas secas / velhas, adubações, quando necessárias e eventualmente a troca de determinada planta que porventura tenha sofrido por uma questão específica.

Jamais podemos considerar que um jardim vertical deva necessitar de podas! Plantas que necessitam ser podadas não devem ser utilizadas em jardins verticais!

 

jardim vertical com planta podada

 

Ainda sobre a escolha das plantas temos que salientar que determinadas espécies não são recomendadas serem utilizadas, como é o caso das espécies que tem como característica de crescimento a seca das folhas velhas conforme as folhas novas vão surgindo nas pontas dos ramos.

É isto que ocorre, por exemplo, com as espécies Trandescantia zebrina Gibasis pellucida, ambas muito utilizadas em jardins verticais e que devido à sua característica de crescimento precisam de tempos em tempos serem podadas para que rebrotem completamente.

 

 

gibasis pellucida em jardim vertical

 

 

 

 

tradescantia zebrina em jardim vertical

 

Por último, e não menos importante fator que contribui para o insucesso dos jardins verticais, temos o adequado sistema de irrigação automatizado.

A irrigação das plantas, em qualquer situação, seja em solo ou em um jardim vertical, deve ser capaz de fornecer a quantidade de água que a planta necessita, nem mais, nem menos!

Nos jardins verticais temos a seguinte situação: ou utilizamos espécies que possuem as mesmas necessidades hídricas, ou o sistema de irrigação deve ser capaz de fornecer a quantidade específica que cada espécie necessita, separadamente.

No entanto nos jardins verticais que vemos implantados com as principais tecnologias existentes no mercado, encontramos os dois problemas ao mesmo tempo: o uso de espécies com necessidades hídricas diferentes sendo irrigadas todas de uma mesma forma.

É comum, por exemplo, vermos begônias (que precisam de pouca água) sendo usadas junto com samambaias (que gostam de umidade). Desta forma ou a begônia morre por excesso de água ou a samambaia vai sofrer com a falta de água.

 

 

QUAL A SOLUÇÃO?

A esta altura, com certeza, você deve estar se perguntando se o melhor é desistir de seu sonho de ter um jardim vertical!

A solução existe?

A solução deve passar pelas seguintes questões:

– Um substrato que seja capaz de disponibilizar os nutrientes para as raízes das plantas de forma uniforme e constante, como no sistema hidropônico utilizado por Patrick Blanc, mas que não dependa de mão de obra especializada para as manutenções ou para o seu fornecimento.

 

 

Conhecimento das espécies a serem especificadas, suas necessidades hídricas, de temperatura, de luminosidade como também como se dá o seu crescimento / desenvolvimento e a sua manutenção.

–  Um sistema de irrigação capaz de fornecer a quantidade de água que cada espécie necessita.

 

jardim vertical por heloiza rodrigues

 

Foi exatamente para solucionar todos estes problemas e poder oferecer aos nossos clientes a melhor tecnologia com a garantia de que o seu jardim vertical realmente dará certo e que não será uma frustração, que nós do escritório Heloiza Rodrigues Paisagismo estamos aliando:

  • Nossos mais de 26 anos de Know How com projetos, implantações e consultorias de manutenção para escolher as melhores espécies para o seu jardim vertical.
    • Damos a garantia de que você não correrá riscos com plantas erradas sendo utilizadas em seu jardim vertical!
  • Melhor substrato existente no Brasil, o qual é capaz de disponibilizar de forma contínua e equilibrada os nutrientes para as plantas, o que permite que elas se desenvolvam por décadas sem a necessidade de trocas.
    • Com uma microbiologia diferenciada este substrato é utilizado no Japão há mais de 28 anos.
  • Um sistema automatizado de irrigação com possibilidades múltiplas de utilização.
    • Com este sistema é possível individualizar as regas para cada espécie utilizada em seu jardim vertical.

Como resultado temos jardins verticais com baixíssima manutenção da forma como os brasileiros desejam: JARDIM VERTICAL PRONTO NO ATO DA ENTREGA!!

 

jardim vertical by heloiza rodrigues

Existem outras formas diferenciadas de você ter uma parede verde sem necessariamente ter um jardim vertical.

Floreiras ou painéis com plantas selecionadas, cultivadas com o mesmo substrato dos jardins verticais e com um sistema de irrigação automatizado diferenciado.

Como o que criamos para a FAE BUSINESS CENTER e SCHMIDIT ADMISNISTRAÇÃO

 

 

 

 

Entre em contato conosco e transforme o seu sonho de ter um jardim vertical em realidade!

 

 

 

 

 

 



 

(41) 3023-7076 | (41) 99609-6579
contato@heloizarodrigues.com.br

                 

One Response

  1. Pradinho Prado disse:

    Boa noite, Heloiza Rodrigues.
    Gostei muito de trabalho. Parabéns!!!!
    Atenciosamente,
    Pradinho Prado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *